MENU
Apresentação candidatos PSD Paços de Ferreira à Assembleia da República
24/01/2024 14:47 em Local e Regional

Na última sexta-feira, o PSD Paços de Ferreira apresentou os seus candidatos à Assembleia da República para as eleições legislativas de março. Rui Barbosa e Célia Carneiro são os nomes que figuram na lista do PSD Distrital do Porto e foram apresentados durante um jantar na sede do Rancho Folclórico de Freamunde, perante uma sala cheia de militantes e apoiantes provenientes de todas as freguesias do concelho.

A sessão contou com a presença de Sérgio Humberto, líder da distrital, que manifestou total confiança nas candidaturas de Rui Barbosa e Célia Carneiro, acreditando que serão uma mais-valia para o concelho e para o país. O político apelou ao voto nas legislativas, apostando numa vitória do partido e na liderança de Luís Montenegro como Primeiro-Ministro. Criticou a governação do PS, considerando-a desastrosa para o desenvolvimento do país, comparando-a com a gestão do executivo de Humberto Brito na Câmara Municipal de Paços de Ferreira.

Alexandre Costa, líder da concelhia, elogiando a disponibilidade e experiência, felicitou as duas candidaturas, manifestando a esperança de "uma mudança que traga esperança e qualidade de vida aos portugueses". Criticou ainda o PS concelhio, apontando para a falta de progresso em Paços de Ferreira nos últimos anos. Afirmou que “a realidade de Paços de Ferreira e de Portugal mostram a necessidade urgente de seguir um novo rumo na governação. Precisamos de uma gestão que pense para além da manutenção do status quo, abraçando projetos estruturais inovadores e investindo no progresso da nossa comunidade. Com o PSD, com os novos desafios de Rui Barbosa e Célia Carneiro e com empenho dos atuais e futuros autarcas, com a liderança do nosso líder Dr. Luís Montenegro estamos prontos para trilhar este caminho, construindo um futuro mais promissor para o nosso concelho e para Portugal”, disse no seu discurso.

O candidato Rui Barbosa agradeceu o convite e prometeu assumir as responsabilidades caso seja eleito. Durante o seu discurso, destacou necessidades essenciais para o desenvolvimento do concelho, especialmente nas áreas da saúde, justiça e administração pública. Deixou ainda críticas às reformas anunciadas pelo governo, afirmando que "não passam de propaganda falaciosa". “"As tão propagadas reformas administrativas de SIMPLEX anunciadas pelo governo demissionário não passam de propaganda falaciosa! O que se denota a cada dia é que quem necessita de recorrer a qualquer um destes serviços públicos se vê tão constrangido como quando tem que ir à urgência de um hospital", referiu, acrescentando que "são precisas reformas de fundo na Administração Pública. Não é admissível que os serviços de Registo Civil, Comercial e Predial falhem em dar resposta em tempo útil às pessoas e aos profissionais".

 

Célia Carneiro mostrou confiança na vitória do PSD e salientou a importância da mudança para o país. Abordou diversas áreas de intervenção na saúde que considera cruciais para a melhoria da qualidade de vida dos habitantes do concelho. Destacou ainda propostas em áreas como a social, cultural, juventude, desporto, ambiente e economia. “Temos sido ativos na apresentação de propostas e contributos fruto de do trabalho e colaboração das várias estruturas e grupos de autarcas representados pelo nosso partido. Acreditamos que a pluralidade de vozes, de ideias são a fundação de uma democracia saudável. Apresentamos propostas: na área social, cultural, na juventude e no desporto.

 

Na área empresarial e de desenvolvimento económico como a descriminação positiva nas portagens na autoestrada para o Porto. Propostas relacionadas com a concessão da água e da segurança rodoviária. No ambiente com a instalação de câmaras de videovigilância nas nossas florestas, conjugado com um plano de reflorestação. Fomos os primeiros a apresentar a proposta para a criação do Cheque-bebé e que veio mais tarde a ser implementado pela maioria do PS na Câmara Municipal, o que naturalmente saudamos. E claro, estivemos ao lado no nosso tecido empresarial e fizemos tudo para que fosse dado o devido apoio aos nossos empresários em tempo de pandemia. No âmbito do Portugal 2030 e ano municipal da economia entre muitas outras.”

Ambos os candidatos apelaram a uma mobilização sem precedentes para "Mudar Portugal e Mudar Paços de Ferreira e a região", marcando o início de uma possível alteração do paradigma político a nível nacional, regional e local.

 

COMENTÁRIOS