Ver Visual Rádio
Grupo El Shadday celebra 20 anos e muda-se para a "Garagem do Sr. Abade"
16/09/2020 09:01 em Notícias

O grupo de jovens El Shadday comemorou no mês passado o seu 20º aniversário, mudando também de sede. Antes, os cerca de 30 jovens desenvolviam as suas atividades na antiga escola primária, mas passaram para a “Garagem do Sr. Abade”.

“Estávamos a funcionar na antiga escola primária, um espaço cedido pela Banda Musical de Paços de Ferreira à paróquia, mas o espaço foi vendido e tivemos de sair de lá”, contou ao Imediato Gilberto Justiniano, responsável pelo grupo.

Assim, depois de um “grande investimento” feito pelo grupo, trocaram de instalações para a “Garagem do Sr. Abade”, um espaço criado junto à residência paroquial de Paços de Ferreira. Com cerca de 200 metros quadrados, a nova sede já foi idealizada tendo em conta a pandemia de Covid-19, que tem vindo a afetar o grupo.

Espaço situa-se junto à residência paroquial

A “Garagem do Sr. Abade” funciona ao fim de semana

São os jovens que coordenam o espaço

 

“Em termos monetários, a pandemia está a ser bastante prejudicial. Fazíamos várias atividades ao longo do ano, como nos Santos Populares, em que as pessoas realmente participavam, mas neste momento não podemos fazer isso”, partilhou o criador do grupo El Shadday.

Contudo, a “Garagem do Sr. Abade” já está a funcionar aos sábados e domingos e é gerida pelos jovens do grupo, que coordenam tudo desde a gestão financeira à confeção e serviço. “É uma forma de incutir responsabilidade nos jovens e de lhes ensinar novas coisas”, rematou o responsável, mais conhecido como “Gil”.

Com 29 elementos, de idades entre os 14 e os 41, o El Shadday tem o objetivo de conseguir 100 membros, contudo, aos olhos do fundador, cada vez se torna mais difícil atingir essa ambiciosa meta.

“O nosso número tem os seus altos e baixos, mas nota-se que os jovens estão menos inclinados e, de certa forma, sentimos que existe um estigma porque o grupo é religioso. Há um decréscimo na catequese, nas próprias missas, e de tudo o que está associado à religião, mas estamos abertos a todos, mesmo que não sejam pessoas religiosas”, rematou Gil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: www.imediato.pt

 

COMENTÁRIOS