O presidente do clube, Mário Almeida, sublinha que as dificuldades revelaram que “o espírito e a união não serão facilmente derrubados”

O Juventude Pacense celebra o 49º aniversário de fundação. De acordo com o clube, “todos os aniversários têm um significado particular, seja pela recordação dos fundadores, dirigentes, atletas, sócios e simpatizantes, seja pela recordação de inúmeros feito desportivos”, recorda.

O confinamento acabou por afetar o desenvolvimento da prática desportiva, no entanto, o clube perspetiva o regresso à normalidade e, de acordo com o próprio clube, “a tão desejada união dos atletas no são convívio desportivo”.

O presidente do clube, Mário Almeida, sublinha que na “breve história (do clube), foram muitos os desafios superados e as tormentas enfrentadas por gente que dedicou muito de si para alicerçar aquele que é, sem falsa modéstia nem desprimor por outras instituições concelhias, uma instituição verdadeiramente identitária que promove a igualdade de género no acesso à prática desportiva e que ao longo dos anos vem promovendo a formação e integração de várias gerações de jovens na sociedade”.

Assim, a vitalidade do clube acaba por se mostrar diferente em tempos pandémicos. As dificuldades revelaram, de acordo com o presidente do clube, que “o espírito e a união não serão facilmente derrubados pelo que estamos preparados para regressar ainda mais determinados, perpetuando o sentimento único de pertencer ao Juventude Pacense, recuperando o tempo perdido, olhando para o futuro, pelos nossos jovens, por todos”.





Fonte: www.emissor.pt

Deixe seu Comentário