O PS Penafiel pretende que seja criado um ‘Fundo de Emergência Social – Retomar a Confiança’ de 2 milhões de euros para o apoiar a economia local nesta fase de retoma das atividades.

O presidente da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de PenafielNuno Araújo, entende ser necessário estimular a economia local nesta fase de retoma, depois pelo encerramento dos estabelecimentos devido à pandemia.

Este plano apresentado prevê o reforço em 25% das verbas a transferir para as Juntas de Freguesia e que teriam de ser canalizadas nas respostas sociais. Os socialistas de Penafiel defendem ainda o estímulo financeiro até ao limite máximo de 2.500 euros para as microempresas e de 10 mil euros para as pequenas empresas que estiveram de portas fechadas.

Este fundo de Emergência contempla ainda o perdão das rendas dos espaços concessionados pela Câmara Municipal de Penafiel para os meses de março, abril, maio e junho, mas desde que as empresas tenham mantido os mesmos postos de trabalho em comparação com os meses anteriores.

“O Partido Socialista estará, como reiteradamente comunicado, ao dispor dos nossos representantes locais, para colaborar no que se mostrar necessário à implementação das medidas aqui propostas e outras que possam dar resposta às necessidades cada vez mais imperativas da nossa população. O povo de Penafiel poderá sempre contar com a atitude vigilante e pró-ativa do Partido Socialista nesta fase de aceleração do processo de desconfinamento, que se mostra absolutamente essencial à revitalização da economia local, à manutenção dos postos de trabalho e dos rendimentos das famílias penafidelenses. Juntos, retomaremos a confiança e relançaremos a nossa economia”, referiu o partido, em comunicado.













Fonte: www.emissor.pt