O Ministério Público acusou de homicídio qualificado, violência doméstica e detenção de arma proibida um homem de 89 anos que, em outubro do ano passado, matou a tiro a mulher de 93.

Segundo nota publicada pela Procuradoria-Geral Distrital do Porto, o homicídio aconteceu na cozinha do apartamento onde viviam na freguesia de Raimonda, em Paços de Ferreira.

Na base do crime está uma discussão entre o casal, causada pelo suspeito, que achava que a mulher lhe era infiel. Munido de uma arma ilegal de calibre 6,35mm, o idoso disparou dois tiros sobre a cabeça da mulher.

Segundo a mesma nota, já há pelo menos 10 anos que era comum o suspeito dirigir à esposa “expressões que a atingiram na sua honra e a humilharam”. Agressões físicas também eram uma realidade da vítima, que sofria com “socos e pontapés em várias partes do corpo”.

Contudo, a violência doméstica foi sempre negada pela mulher, que pedia a vizinhos e familiares para não contarem nada a ninguém, por medo do marido.














Fonte: www.imediato.pt