Dois homens foram detidos esta segunda-feira pela GNR por exploração de jogo ilegal em dois estabelecimentos comerciais sediados no concelho de Paredes. A operação, que contou com militares dos postos territoriais de Lordelo, Penafiel e Paredes, surgiu na sequência de denúncias de familiares de jogadores, que já estariam em situação de vício descontrolado e a arruinar algumas famílias.

Os detidos têm 27 e 51 anos e estão acusados de um crime de exploração de jogo ilegal e a detenção aconteceu depois de a GNR ter fiscalizado estabelecimentos de restauração e bebidas no concelho de Paredes, tendo detetado e apreendido três máquinas de jogo ilegal, uma impressora e ainda 152 euros em numerário, em dois estabelecimentos. Segundo a GNR, a ação foi despoletada com base em “diversas denúncias, de que naqueles estabelecimentos estariam a jogar ilegalmente a dinheiro, e que estariam a causar diversos problemas financeiros no seio de algumas famílias”.

A GNR relembra que a dependência no jogo é reconhecida como uma patologia, sendo necessário estar alerta aos sinais que revelem a adição do jogador, pois é comum que aqueles que sofrem desta perturbação ponham em risco o seu trabalho e contraiam grandes dívidas, acabando por inviabilizar a sua interação com a sociedade e adotem um comportamento autodestrutivo. É por este motivo, fundamental, uma fiscalização contínua e presente neste âmbito, de forma a sinalizar as pessoas com esta dependência, e reprimir quem utiliza e explora, de forma descontrolada e dissimulada, este tipo de equipamentos ou promove jogos de fortuna ou azar.