PAÇOS BATEU-SE DE IGUAL PARA IGUAL COM O LÍDER

A fortaleza defensiva dos Castores foi hoje quebrada pelo SL Benfica, que venceu no Estádio Capital do Móvel por 2-0. Apesar do desaire, o Paços jogou de igual para igual com o atual líder do campeonato, como o comprova a estatística final da posse de bola, e também incomodou ofensivamente o seu adversário. No primeiro quarto de hora foi o Benfica a obrigar Ricardo Ribeiro a exibir a sua qualidade, em livre direto de Grimaldo, e na sequência do pontapé de canto a bola bateu na barra pacense. Após esse período, o Paços conseguiu afastar os encarnados da sua área e teve também a oportunidade de inaugurar o marcador (24’). Após um pontapé de canto a bola regressou aos pés de Pedrinho, que voltou a cruzar para a área e a bola sobrou para um remate acrobático de Hélder Ferreira que obrigou Vlachodimos a grande intervenção para lhe negar o golo. O Benfica voltou a causar perigo em cabeceamento de Ferro para defesa de Ricardo Ribeiro (26’) e seguiram-se então minutos de equilíbrio, até surgir o primeiro golo da partida. Após um livre a favor do Benfica, Rúben Dias assistiu Rafa em velocidade e este conseguiu tirar Marco Baixinho do caminho para bater Ricardo Ribeiro. Um golo já bem próximo do intervalo (39’) e que quebrou a resistência pacense que começava a incomodar o adversário.
A entrada pacense no segundo tempo não foi a melhor e três minutos após o reinício sofreu novo golo. A equipa estava adiantada no terreno de jogo quando um alívio de Ferro propiciou a velocidade de Rafa, com este a assistir Carlos Vinícius para uma conclusão fácil à boca da baliza. A perder por dois golos de diferença tudo ficou mais difícil para o Paços, que ainda teve um remate de Diaby na área, que obrigou Vlachodimos a defender junto à linha de golo. Pepa refrescou o ataque pacense com as entradas de Murilo e João Amaral, mas o resultado estava feito e não mais se alteraria até final. Após quatro jogos a somar pontos o Paços perdeu, mas a equipa demonstrou mais uma vez qualidade e organização suficientes para voltar às vitórias já no próximo sábado nos Açores (20h30), ante o Santa Clara.

Estádio Capital do Móvel (9146 espectadores)

Árbitro: Manuel Oliveira (Porto), auxiliado por Pedro Ribeiro e Tiago Leandro.
Disciplina: Cartão Amarelo; Douglas Tanque (25’); André Micael (38’); Julian Weigl (41’); Jorge Silva (71’) e Rafa (89’).

FC PAÇOS DE FERREIRA: Ricardo Ribeiro; Jorge Silva (Zé Uilton, 78’), Marco Baixinho, André Micael e Oleg; Diaby (João Amaral, 68’), Eustáquio e Pedrinho; Adriano (Murilo, 68’), Douglas Tanque e Hélder Ferreira.
Não utilizados: Simão Bertelli; Bruno Teles, Marcelo e Vasco Rocha.
Treinador: Pepa

SL BENFICA: Vlachodimos; André Almeida, Rúben, Ferro e Grimaldo; Gabriel, Julian Weigl e Pizzi (Taarabt, 75’); Rafa (Jota, 89’), Carlos Vinícius (Seferovic, 80’) e Cervi.
Não utilizados: Zlobin; Chiquinho, Jardel e Tomás Tavares.
Treinador: Bruno Lage

Ao intervalo: 0-1

Resultado final: 0-2

Marcadores: 0-1 Rafa (39’); 0-2 Vinícius (48’)










Fonte: www.fcpf.pt